TABERNANTHE IBOGA

Nativa da África Central ocidental, a Iboga é uma planta perene da floresta húmida e um alucinógeno capaz de estimular o sistema nervoso central e induzir visões. A Tabernanthe Iboga pode crescer até 2 metros aproximadamente; e em condições adequadas pode chegar aos 10 metros. A Iboga tem folhas pequenas e as suas flores são brancas e cor de rosa. O fruto pode ser de forma oval ou redonda e é cor de laranja. A casca da raiz contém a concentração mais alta do alcaloide Ibogaína.

Os Bwiti da África Central usam a Iboga, ou mais precisamente o componente psicoativo Ibogaína, como parte integrante das suas práticas espirituais, pois consideram a Iboga a verdadeira árvore da sabedoria. Tradicionalmente, são ingeridas ou usadas em chá, pequenas porções de casca da raiz, para obter efeitos estimulantes e afrodisíacos. Em doses mais altas, pode ser atingido um estado visionário. Na sociedade ocidental, a Ibogaína é usada em tratamentos contra a dependência química.

Tabernanthe Iboga

_________________________________________________________

COMO CULTIVAR IBOGA

 

Com uma muda da Iboga, pode cultivar em sua própria casa. A muda é enviada num tubinho de vidro que contém ágar-ágar (gelatina vegetal criada a partir de várias espécies de algas marinhas rica em nutrientes), para garantir a sua sobrevivência durante a viagem. Assim que chegue, deves retirar a muda do tubo cuidadosamente e lavar todo o agar-agar das raízes. A seguir, planta-se a   muda num vaso e coloca o vaso no saco com filtro até estar mais forte. Manter a Iboga sempre úmida e vai gradualmente fazendo furos no saco para a ir aclimatizando a um ambiente mais seco. Se a planta parecer não responder bem a isso e estressar, pode cobrir os buracos com fita adesiva até que recupere.

O ágar-ágar neste tubo é naturalmente escuro devido à adição de nutrientes.

A Tabernanthe iboga é nativa das florestas húmidas da África Ocidental. Ali as temperaturas estão sempre acima dos 20 C e muitas vezes rondam os 40 C. De facto, a Iboga para de crescer abaixo dos 15 C e perde mesmo as suas folhas abaixo dos 10 C. Uma ou duas noites com 1 ou 2 C bastam para matar estas plantas. A floresta húmida proporciona naturalmente um ambiente muito húmido. A planta de Iboga acaba por adaptar-se ao ar seco, mas perde as folhas primeiro. As folhas seguintes serão mais pequenas e duras, mas aguentarão condições atmosféricas bastante secas, desde que a planta seja regada frequentemente. Adapta-se bem como planta de interior, mas deve ficar longe dos peitoris das janelas durante o inverno.

 

 

muda-de-tabernanthe-iboga
Cultivo da iboga
Muda de iboga em tubo
Muda de iboga